O que o GPS pode nos ensinar.

Visualizações: 141

Por Vanessa Mafra

Provavelmente já pelo menos uma vez na vida já usou o GPS. Ele realmente nos  ajuda a seguir uma rota, mesmo que não conheça o caminho. A lição de hoje é como podemos aprender com as funcionalidades do GPS. 

Vamos lá: Você o destino  desejado, onde você quer ir e automaticamente ele localiza onde você para só então traçar a melhor rota para chegar onde deseja. 

Vamos começar neste ponto como em qualquer meta ou início de um projeto você idealiza onde quer chegar ou fazer. Mas para poder traçar o melhor caminho ou melhor plano de ação você inicialmente precisa identificar onde você está ou como você está, como se encontra no momento atual. No coaching chamamos de estado atual, você precisa identificar o que sente, qual as limitações e o que vem fazendo que não está em harmonia com o que deseja. Só então será possível traçar um plano de ação – é a rota que precisa fazer.

 E neste aspecto a melhor rota inclui detalhes e decisões para atingir seu objetivo. Mas nesta jornada em que você decide chegar lá, pode haver desvios de rota e dificuldades. Imediatamente o GPS percebe o desvio, o erro e automaticamente te redireciona para voltar a jornada de chegar ao destino desejado. 

A pergunta é como você encara os desvios de rota? Desiste de continuar o caminho ou persiste? Se continua, você segue sem dar peso emocional ao erro e foca o mais rápido possível para continuar o percurso? Na maioria das vezes vemos pessoas desistindo dos seus objetivos nos primeiros erros de trajeto. Ou mesmo se culpando ou se sentindo mal por ter errado. 

Talvez a maior de todas as lições é exatamente essa rápida retomada de rota sem culpa ou transtornos emocionais. Porque errar o percurso, desviar a rota é algo que pode acontecer sim, sempre que decide chegar em algum lugar, o que não se deve fazer é esquecer o objetivo por causa de uma falha. Sempre que isso acontecer reajuste o mais rápido possível seu plano de ação, reavalie os prazos e volta a seguir rumo ao destino. 

NOS PASSOS DO GPS

1-  identifique seu estado atual  – onde e como você se encontra hoje. Observe suas dificuldades e limitações. Quais hábitos e comportamentos podem te atrapalhar. Procrastinação, ansiedade, medo, dificuldade de se expor. Anote tudo com sinceridade vai ser muito importante para saber como está o seu estado atual. 

2 –  Agora descreva com detalhes seu desejo ou objetivo. Mas não se limite apenas a colocar o objetivo, por exemplo: Quero emagrecer, quer ler mais livros, Falar em público. Seja muito específico, coloque o quanto quer pesar,  qual percentual de massa magra, como vai se sentir quando estiver lá. Tudo isso vai te ajudar a ter uma clareza muito maior que te sustentará no desvio de rota. Se quiser saber mais da importância de ter especificado a sua vida desejada, onde quer chegar leia a matéria porque é tão importante ter uma visão clara visão extraordinária de futuro.

3- Agora vamos ao plano de ação. O plano de ação é a rota, o percurso que vai fazer para chegar onde se quer. O passo a passo. Neste aspecto quanto mais específico, detalhada, melhor. Coloque data e lista de tarefas necessárias para atingir a meta. Leia mais sobre como traçar metas de resultados.

4 – Por fim, se algo der errado no caminho, seja rápido em corrigir a rota e evite apego emocional ao erro, isso vai apenas te prender na sabotagem.

Essas dicas vão te ajudar a seguir sua rota com muito mais velocidade e cada vez menos transtornos. 

As mais lidas

Categorias

  • Coaching (1)
  • Dicas (5)
  • Mais publicações

    Dicas

    Você se cobra demais?

    Por Vanessa Mafra Tudo dando errado, qual a tendência? Se a resposta for se cobrar. Saiba que muito pior q a cobrança externa é a

    Coaching

    Porque é tão difícil decidir?

    Por Vanessa Mafra Existe uma teoria que divide o cérebro em 3 partes importantes na tomada de decisão, apesar de ser um pouco simplista podemos